Clinivet - Hospital Veterinário

Serviços

Diagnóstico por Imagem

Diagnóstico por Imagem

O setor de Diagnóstico por Imagem do Hospital Veterinário Clinivet oferece serviços e profissionais especializados na área, para auxiliar da melhor forma a identificação de doenças com a realização de exames de qualidade e elaboração de laudos.

 

Ecografia

A ecografia é um método diagnóstico complementar, para auxiliar o corpo clínico veterinário no diagnóstico de doenças e na escolha do melhor tratamento. É um método não invasivo que permite avaliação dos órgãos abdominais e suas particularidades anatômicas.

a) Ecografia abdominal exploratória:
Avalia bexiga, rins, baço, fígado, vesícula biliar, estômago, alças intestinais, linfonodos, próstata, testículos, ovários e útero, glândulas adrenais, cavidade peritoneal (gás, líquido livre, massas).

b) Ecografias abdominais específicas:

  • Sistema Reprodutivo (útero e ovários; testículos e próstata).
  • Sistema Hepatobiliar (fígado e vesícula biliar).
  • Sistema Gastrointestinal (alças intestinais, estômago e pâncreas).
  • Glândulas adrenais.

c) Ecografia gestacional:
Diagnóstico de gestação (a partir de 21 dias), acompanhamento gestacional e determinação de idade e viabilidade fetal.

d) Ecografia ocular (estruturas oculares e retrobulbares).

e) Ecografia de tireoide, glândulas salivares e linfonodos submandibulares.

f) Ecografia com Doppler colorido:
Avalia trajeto e fluxo sanguíneo das estruturas abdominais.

g) Ecografia torácica:
Para avaliação de imagens sugestivas de nódulos, abscessos, hematomas, consolidações pulmonares observados em exames radiográficos prévios.

h) Coleta de urina através de cistocentese ecoguiada
(permite coleta asséptica de amostra de urina).

i) Biópsia aspirativa ecoguiada através de agulha fina (com sedação):
Coleta de material para análise laboratorial sem necessidade de acesso cirúrgico da cavidade abdominal.

Recomenda-se jejum alimentar para ecografias abdominais (12 horas para pacientes adultos e quatro horas para filhotes), água à vontade e evitar micção do animal de estimação durante duas horas antes do exame.

Tromboembolismo de Aorta em cão Tromboembolismo de Aorta em cão
Uso do Doppler colorido Uso do Doppler colorido

Radiologia

O exame radiográfico também é um método não invasivo que pode ser simples ou contrastado, permitindo uma visão panorâmica e avaliação das estruturas torácicas, abdominais, ósseas e articulares.

Exames realizados:

  • Radiografias de tórax;
  • Radiografias de abdômen;
  • Radiografias de sistema osteoarticular;
  • Radiografias de crânio (de preferência sob sedação);
  • Radiografias de coluna vertebral e mielografia (acompanhamento especializado do neurologista);
  • Radiografias para diagnóstico de Displasia Coxofemoral.
  • Radiografias para Displasia Coxofemoral para Laudos Oficiais
  • Técnica do PennHIP:
    Método para diagnosticar precocemente (a partir de 3 meses de idade) a Displasia Coxofemoral e determinar probabilidade de paciente apresentar doença articular degenerativa ou artrose.
  • Exames contrastados de sistemas:
    Digestivo(gastrograma, enema baritado e trânsito gastrointestinal) e
    urinário(urografia excretora e uretrocistografia retrógrada).

Para seu maior conforto, sugerimos o agendamento prévio de exames com nossas recepcionistas.

Também oferecemos os serviços do Diagnóstico por Imagem para veterinários externos mediante requisição.

Corpo estranho gástrico (brinco)
Tiros de Arma de Fogo Tiros de Arma de Fogo
Luxação da Coluna Toracolombar Luxação da Coluna Tóraco-lombar
Pneumotórax Pneumotórax
Calcificação de tendão Calcificação de tendão
Osteossarcoma (neoplasia óssea maligna) Osteossarcoma (neoplasia óssea maligna)
Fratura patológica em rádio e tumor em ulna Fratura patológica em rádio e tumor em ulna
Calcificação de discos intervertebrais Calcificação de discos intervertebrais
Ruptura diafragmática com deslocamento de estômago Ruptura diafragmática com deslocamento de estômago

Serviço de Endoscopia Veterinária

A endoscopia é um exame que permite que órgãos internos sejam examinados. É muito útil na clínica de pequenos animais, pois possibilita ao veterinário, através de um método minimamente invasivo, examinar o trato gastrointestinal, vias aéreas altas e baixas, trato urinário, cavidade abdominal e torácica e articulações.

Em muitos casos, a endoscopia pode ser realizada como um procedimento ambulatorial, uma alternativa menos dolorosa e traumatizante para o paciente e proprietário. A alta do paciente ocorre pouco depois do término do procedimento.

Pode-se afirmar que a endoscopia proporciona segurança diagnóstica e acaba com os diagnósticos de aproximação que durante anos foram aceitos. A endoscopia é a técnica de imagem que complementa outros métodos e que está indicada diante de certos sintomas.

Para exemplo, citamos os tipos de endoscopias realizados na Clinivet e algumas das indicações que a exploração endoscópica tem na veterinária.

Endoscopia Digestiva Alta - exploração do esôfago, estômago e duodeno

É realizada quando o animal apresenta sintomas de:

  • Regurgitação;
  • Vômitos;
  • Disfagia (dificuldade para engolir);
  • Deglutição repetitiva;
  • Náusea;
  • Sialorreia (salivação excessiva)
  • Diarreia líquida e em grande quantidade;
  • Melena (sangue digerido nas fezes);
  • Perda de peso.

Com a endoscopia e as biópsias coletadas por este procedimento é possível realizar o diagnóstico de qualquer alteração que comprometa a mucosa do esôfago, estômago e duodeno, como:

  • Inflamações (gastrites, esofagites, duodenites);
  • Neoplasias e pólipos;
  • Alterações na anatomia (hipertrofia do piloro, estenoses de esôfago e hérnia de hiato).

Também pode ser utilizada como tratamento em casos de retirada de corpos estranhos e dilatação esofágica.

Esofagite   Estenose esofágica  Pólipo em antro gástrico EsofagiteEstenose esofágicaPólipo em antro gástrico  Corpo estranho linear esôfago Gastrite por Helicobacter spp Duodenite linfoplasmocitária Corpo estranho linear esôfagoGastrite por Helicobacter sppDuodenite linfoplasmocitária

Endoscopia Digestiva Alta - exploração do reto, cólon, íleo terminal e ceco

Examina todo o trato intestinal inferior até a confluência com o íleo e o ceco.

As indicações para colonoscopia são:

  • Diarreia
  • Hematoquezia (sangue vivo nas fezes)
  • Muco nas fezes
  • Disquesia ( dor para defecar)
  • Tenesmo(fica na posição de defecação durante muito tempo)
  • Constipação

Os sintomas de diarreia não esclarecida por outras técnicas diagnósticas não escapam ao endoscopista veterinário, que pode diagnosticar e tratar adequadamente as colites inflamatórias ou fúngicas, neoplasias, pólipos e estenoses.

Cólon transverso com erosões Reto com erosões hemorrágicas  Mucosa do cólon Cólon transverso com erosõesReto com erosões hemorrágicasMucosa do cólon
Região de reto Neoplasia em  reto Tumor em reto Região de retoNeoplasia em retoTumor em reto

Rinoscopia (exploração da cavidade nasal), Laringoscopia (exploração da laringe) e Traqueobroncoscopia (exploração da traqueia e brônquios)

Os diagnósticos de neoplasia, rinite, traqueíte, bronquite, paralisia de laringe, colapso de traqueia, infecções e obstruções por massas ou corpos estranhos podem ser realizados com estes exames. O lavado traqueobronquial coletado durante a broncoscopia é um importante exame que complementa o diagnóstico de infecções ou inflações que não responderam ao tratamento instituído.

Indicações para a rinoscopia, laringoscopia e traqueobroncoscopia:

  • Secreção nasal;
  • Espirros;
  • Epitaxe (sangramento pela narina);
  • Estertor e estridor (roncos e ruídos respiratórios);
  • Relutância em fazer exercício;
  • Mudança da voz;
  • Engasgos;
  • Tosse;
  • Dificuldade para respirar.

Neoplasia e cavidade nasal  Pólipo em laringe  Colapso traqueal Neoplasia e cavidade nasalPólipo em laringeColapso traqueal
Corpo estranho e traqueia Brônquios Corpo estranho em cavidade nasal Corpo estranho e traqueiaBrônquiosCorpo estranho em cavidade nasal

Duvidas mais frequentes sobre a Endoscopia

A endoscopia provoca dor no meu animal?

A endoscopia não provoca dor depois do exame, pois não precisa fazer cortes para introduzir o endoscópio. O aparelho é introduzido por orifícios já existentes, como boca, focinho ou ânus.

Qual o risco da anestesia para este exame?

Atualmente, a evolução dos anestésicos, monitores e a presença do veterinário anestesista tornaram a anestesia um procedimento com risco mínimo para o animal. Além disso, as condições clínicas e o risco anestésico são avaliados pelo endoscopista e o anestesista através de exames de sangue pré-operatórios quando há necessidade.

Quais as vantagens da endoscopia?

A vantagem da endoscopia é que, por ser um exame relativamente rápido (de 30 a 50 minutos), na maioria dos casos o animal tem alta no mesmo dia. Também pode substituir uma cirurgia (coleta de biópsias, retirada de corpos estranhos). A endoscopia é menos dispendiosa em relação a uma laparotomia.

Quanto tempo demora para o meu animal ir para casa?

Se o seu animal internou somente para realizar a endoscopia, irá embora no mesmo dia, assim que “acordar” da anestesia. Não precisa de repouso após a endoscopia e a alimentação pode ser dada normalmente.

Fazendo a endoscopia ainda será necessário fazer cirurgia?

Em alguns casos, a endoscopia não descarta a cirurgia. Como, por exemplo, quando não foi possível a retirada do corpo estranho pela endoscopia. Também em casos em que a biópsia coletada através da endoscopia não foi conclusiva para o diagnóstico.

O que dificulta a retirada do corpo estranho pela endoscopia?

A endoscopia é um ótimo método para retirar corpos estranhos do estômago, esôfago, cavidade nasal e até traqueia, mas há algumas situações em que não tem sucesso, como quando o corpo estranho já passou pelo piloro (saída do estômago), quando está preso entre o estômago e o duodeno ou quando o estômago está cheio de alimento e o objeto “se esconde” no conteúdo gástrico. Por isso, é importante conversar sobre o caso com o veterinário para avaliar o momento da endoscopia.

E-mail
 
Ver Mapa Rua Holanda, 894 - Boa Vista | 82540-040 | Curitiba - PR | Tel: 3257-4326